O Deus de Frei Bento

A Estátua de Sal

(Daniel Oliveira, in Expresso Diário, 02/06/2015)

         Daniel Oliveira                     Daniel Oliveira

António Marujo, antigo jornalista do “Público” e um dos que, na imprensa portuguesa, mais nos pode ensinar sobre os labirintos da Igreja Católica, fez-me um convite que me atirava para bem longe da minha “zona de conforto”: apresentar o terceiro volume de 23 anos de crónicas de Frei Bento Domingues. Apesar de andar, recentemente, a ser convidado para muitas coisas relacionadas com a Igreja Católica, o mundo em que me movo e movi toda a vida está, pelo menos aparentemente, bem distante da realidade de que fala, no seu livro, Frei Bento Domingues.

A enorme erudição de Frei Bento permite, graças ao seu talento, vários níveis de leitura. Mas temo que apenas o primeiro, mais básico, me seja acessível. Digamos que o efeito que a sua escrita tem em mim será, quanto muito, aquele que ele diz ser a função da…

View original post mais 2.163 palavras

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s