Confissão

Feitiozinhos da treta? Ora, ora, quem os tem nem dá por isso! Mas de facto o “bonzinhi ou boazinha dá que pensar. E dá vontade de agir. Pelo menos um safanão ou uma sacudidela. Que isto de molezas não dá para conviver, quanto mais viver. Continue a dar “palpites” que a gente gosta !

Sílvia Baptista

Eu, pessoa adulta, me confesso: tenho um feitio de merda. Não sou má pessoa, sou uma pessoa difícil. Gosto que as coisas sejam todas como eu as determino na minha cabeça, uso e abuso da sobranceria em relação a pessoas pobres de espírito e sou incapaz de dar a outra face. Tenho tolerância zero para pessoas “boazinhas” porque ninguém é sempre bom, nem ninguém é sempre mau, logo, desconfio da extrema bondade que é, quase sempre, passivo agressiva.

Também eu sou passivo agressiva, faz parte do meu charme. Como não posso dizer tudo o que me apetece, vou insultando pessoas na minha cabeça e verbalizando o oposto. Apesar de tudo, não sou sociopata. Empatizo com algumas delas, tenho até compaixão, sobretudo as que não se podem ou não sabem defender.

Das idiossincrasias da minha adorável personalidade fazem parte uma dificuldade enorme em cada processo de aprendizagem, porque, do mesmo modo…

View original post mais 180 palavras

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s