Foi bonita a festa, pá!

Sílvia Baptista

E foi bonita porquê? Porque escrevi o livro que queria, como queria, em total liberdade, em nome próprio. Passarei a vida a agradecer por este presente, o de ser livre para poder fazer o que e como quero, e de isso ter um eco nas pessoas que me permitiram aquelas duas horas de felicidade pura. Foi uma sala cheia de amigos, que tiraram tempo das suas vidas para me dar um abraço e torcer por mim. Recebi outros abraços de longe, em forma de mensagem, mails, telefonemas, flores e mimos cuja forma desconhecia.

Podia aqui ser hipócrita e dizer que escrevi este livro para os outros, para os leitores que o escolherem, mas a verdade é que não. Fi-lo para mim, para meu gosto, para o meu umbigo e satisfação, com a esperança que o queiram ler e as suas páginas ressoem em alguém, como o fazem comigo.

Independentemente do que…

View original post mais 60 palavras

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s