A ver se a gente se entende

VAI E VEM

Passos no RatoPassos Coelho e Paulo Portas passaram a pré-campanha e a campanha eleitoral a arrasarem o cenário macroeconómico e o programa eleitoral do PS. Passos deu entrevistas antes mesmo da campanha jurando que não faria qualquer acordo pós-eleitoral com o PS. Portas e o seu discípulo predilecto, Nuno Melo, achincalharam quanto puderam António Costa e o PS. Programa de governo da coligação, nem vê-lo. O programa eleitoral era o PEC enviado meses antes para Bruxelas, em que o dado mais relevante é um corte de 600 milhões nas pensões de reforma. Isto é apenas um pequeno resumo do passado recente.

Recuando às legislativas de 2011, Passos candidatou-se com um programa que nunca cumpriu. Todos nos lembramos das promessas de que não cortaria os subsídios de férias e de Natal e depois foi o que se viu. Durante a campanha mentiu com quantos dentes tinha, dizendo que não conhecia o PEC  IV…

View original post mais 566 palavras

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s